PEDIR SUA MÚSICA

CLIQUE AQUI E FAÇA SEU PEDIDO MUSICAL


Mostre para seus amigos o que você está ouvindo aqui, eles poderão ouvir no Facebook, compartilhe nosso player.


.
.

Anos 60: Novela 'O Direito de Nascer'


Direito de Nascer foi uma telenovela brasileira exibida pelas emissoras TV Tupi e TV Rio entre 7 de dezembro de 1964 e 13 de agosto de 1965.

O original de Felix Caignet teve adaptação de Thalma de Oliveira e Teixeira Filho, dirigida por Lima Duarte e José Parisi.

Outras duas versões foram ao ar: em 1978, pela Rede Tupi, e em 2001, pelo SBT.

Trama 

Na sociedade moralista de Havana, capital de Cuba, no início do século XX, a jovem Maria Helena engravida do noivo Alfredo e, diante da recusa do rapaz em assumir o filho, torna-se mãe solteira. A criança será alvo do ódio do avô, o poderoso Dom Rafael.


Após o nascimento, temendo as represálias do velho, a criada negra Dolores foge com o bebê, que batiza como Alberto. Depois disso, desgostosa, Maria Helena se recolhe a um convento, e passa a atender por Sóror Helena da Caridade. Sempre fugindo, Dolores cria o menino e ele, já crescido, forma-se em medicina. O destino leva Alberto à família que desconhece, para desespero de Mamãe Dolores. Albertinho se apaixona, sem saber, por sua prima Isabel Cristina, e acaba salvando a vida do avô que o amaldiçoara no passado.


O último capítulo de "O Direito de Nascer" foi transmitido ao vivo em agosto de 1965 no Ginásio do Ibirapuera, em SP, numa sexta-feira, e no domingo seguinte no Maracanãzinho, RJ. Nos dois dias o público lotou os estádios, enlouquecido e elétrico com o desfecho da história. Tanto que Guy Loup chegou a desmaiar de tanta emoção. Há registros de que o último capítulo também foi transmitido ao vivo no Mineirão, em Belo Horizonte - MG, repetindo o sucesso.

Poucos registros gravados de "O Direito de Nascer" restam hoje. O que se conhece são apenas trechos do encerramento da novela gravados no Maracanãzinho. Comenta-se que restam ainda alguns cinejornais da época com cenas da novela. Se há mais alguma coisa, deve estar guardada à sete chaves, pois não conhecemos mais nada.

Elenco:


Isaura Bruno .... Mamãe Dolores
Nathália Timberg .... Maria Helena de Juncal (sóror Helena da Caridade)
Amilton Fernandes .... Albertinho Limonta
Elísio de Albuquerque.... dom Rafael de Juncal
Guy Loup .... Isabel Cristina
José Parisi .... dom Jorge Luís
Maria Luiza Castelli .... Conceição
Vininha de Moraes .... Dorinha
Rolando Boldrin .... dom Ricardo
Henrique Martins .... Alfredo Martins
Luiz Gustavo .... Oswaldo
Oswaldo Loureiro
Meire Nogueira
Marcos Plonka
Verinha Campos
Genésio de Carvalho
Aída Mar
Paulo Walter de Freitas...........Dr Antonio


Obs. Para melhor ouvir o aúdio do vídeo de PAUSA na música de fundo na barra abaixo de sua tela



Vídeo de Autoria:http://www.youtube.com/user/VideosThiagoMoraes
O tema da novela, o qual se ouve durante este vídeo, é cantado por Morgana, grande cantora falecida no ano 2000. Essa foi sua gravação de maior sucesso. 

Letra da música:
"Amor, eterno amor
É o direito de viver
Amor, eterno amor
Direito de nascer
De amor meus sonhos fiz
Pra ser feliz, quanto sofri
É sempre o amor mais forte
Mais forte do que a morte
Viver, crescer, vencer
Direito de nascer!

Amor, eterno amor
Cheio de paz
Todo de Deus
Amor, eterno amor
Razão dos dias meus
Se a fé que trago em mim
Me faz assim
Não vou mudar
É sempre o amor mais forte
Mais forte do que a morte
Viver, crescer, vencer
Direito de nascer!"



Espero que gostem dessa singela homenagem e lembrança à clássica versão de "O Direito de Nascer".

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...